<- AddThis Bem-vindo BEGIN ->

29 de julho de 2014

TOYOTA i-ROAD SERÁ INTEGRADO AO SISTEMA DE TRANSPORTE DA CIDADE DE GRENOBLE, NA FRANÇA


29/07/2014

A Toyota vai disponibilizar 70 modelos i-Road e COMS, veículos elétricos ultracompactos da marca, para o serviço de transporte público da cidade de Grenoble, na França. Por um período de três anos, as unidades poderão ser alugadas nas mais de 30 estações de recarga, localizadas próximas às áreas de parada do sistema de transporte público da cidade. Os carros devem iniciar a operação no mês de outubro deste ano.
A iniciativa é uma parceria entre a Toyota, a administração da cidade francesa, a EDF, quem desenvolveu e gerencia os terminais de recarga, e Citélib, responsável pelo sistema de empréstimos da frota local ao transporte público.

Para aumentar a interatividade, o Citélib contará com um sistema de navegação multimodal com a tecnologia Ha:mo, da Toyota. Para o usuário, o maior benefício está na possibilidade de planejar a rota antes de sair de casa. Por meio de um aplicativo, o passageiro visualiza o local e a quantidade de i-Roads disponíveis, efetua a reserva e paga pelo aluguel. O aplicativo também mostra o status do tráfego e as condições do transporte público.

O projeto também sustenta uma interconectividade com outras meios de transportes (bondes, ônibus e trens) e incentiva um novo tipo de mobilidade com o uso dos veículos compactos.

A medida deve diminuir o tempo total de deslocamento e contribuir com a redução dos congestionamentos, influenciando, diretamente, na qualidade do ar no centro da cidade.

CHEVROLET MONTANA 2015 GANHA DIREÇÃO HIDRÁULICA DE SÉRIE


29/07/2014


A Chevrolet já comercializa a linha 2015 da Montana, que traz como principal novidade a direção hidráulica como item de série também na versão de entrada (LS). Dessa forma, o modelo passa a ser a picape compacta equipada mais acessível do seu segmento.
Banco do motorista e cinto de segurança com regulagem de altura, para-choques na cor da carroceria, alerta para o esquecimento dos faróis ligados e freios ABS com EBD (assistente de frenagem de emergência), por exemplo, são outros diferenciais de série do veículo, que pode vir com ar-condicionado e comando elétrico dos vidros, das travas e dos retrovisores externos.

A Montana também se destaca por sua capacidade de carga. São até 768 kg, cerca de 10% superior à das principais concorrentes. A caçamba comprida e alta transporta com segurança até objetos grandes, como uma motocicleta.
Para preservar o assoalho e assegurar o valor de revenda, o modelo vem com protetor de caçamba, dez ganchos para amarração de cordas e o degrau side step, que facilita o acesso ao compartimento pela lateral. Já a tampa traseira possui trava antifurto com chave.

“Estes atributos reforçam a imagem da Montana como a picape de cabine simples com a melhor relação custo-benefício do mercado”, ressalta Marcos Munhoz, vice-presidente da General Motors do Brasil.
Para o executivo, a introdução da direção hidráulica ao catálogo de entrada do veículo traz vantagens também ao consumidor frotista que busca maior produtividade e conforto para o motorista.
Outra novidade da linha 2015 é a opção de carroceria na cor preto Carbon Flash, que estará disponível nas lojas a partir de setembro. Por ser metálica, a pintura deixa o veículo ainda mais atraente. A picape Chevrolet também é comercializada nas cores Branco Summit e Vermelho Pepper (sólidas), além da Cinza Astec e Prata Switchblade (metálicas).
A lista de acessórios está ainda mais completa com o novo suporte de bicicleta. Projetado para ser instalado na caçamba da picape, o item permite a fácil fixação da bicicleta em pé, de modo que o quadro não encoste em nenhuma superfície.
Sensor de estacionamento, santo antônio e capota marítima são alguns dos outros itens disponíveis para o modelo na rede Chevrolet, com mais de 600 concessionárias no país.



NOVO SENTRA 2015 CHEGA COM NOVAS OPÇÕES DE ACABAMENTO


29/08/2014


Com crescente presença no mercado brasileiro, tendo registrado uma evolução de vendas de 116% no primeiro semestre deste ano comparado ao mesmo período de 2013, o Nissan Novo Sentra chega à linha 2015 com acabamentos inéditos, que amplia o leque de opções para os consumidores.
O quarto sedã médio mais vendido em 2014 no país passa a contar com bancos de couro na versão intermediária SV, em substituição aos de tecido, deixando o carro ainda mais requintado. O pacote mais completo do modelo (SL) ganha mais uma opção, podendo ser comprado agora também sem teto solar. A linha 2015 do sedã médio da Nissan chega às revendas Nissan de todo o país a partir do início de agosto com preços entre R$ 64.090 (versão S) e R$ 75.990 (SL com teto solar). A intermediária SV custa R$ 70.390 e a SL sem teto sai por R$ 74.690.



CARROS DESTRUÍDOS: FERRARI


29/07/2014


22 anos de idade tem o garoto, acelerando em estradas molhadas em Genebra, na Suíça perdeu o controle e desviou em uma vala, em seguida, saltou fora de uma parede. Os danos não parece ruim em fotos, mas, aparentemente, o custo será muito elevado. O motorista foi pego por um Bentley e levada para longe da cena do acidente. Deve ser bom ser tão jovem, rico e livre de consequências. 


VOLKSWAGEN DO BRASIL TEM NOVO VICE-PRESIDENTE DE FINANÇAS


29/07/2014


O brasileiro Osmair Garcia é o novo Vice-presidente de Finanças da Volkswagen do Brasil em substituição a Carsten Isensee que assumirá, como Membro do Board, a responsabilidade por Finanças do Grupo Volkswagen China, a partir de 1º de outubro.

Osmair Garcia (51) possui formação acadêmica em Business Management e Business Finance. Iniciou na Volkswagen do Brasil em 1985. Desde então, teve diferentes funções de controladoria. Em 2006 tornou-se Diretor de Controladoria Corporativa da Volkswagen do Brasil.

Carsten Isensee (54) é administrador de empresas e trabalha desde 1987 no Grupo Volkswagen.  Após passagens por diversas funções na área de controladoria em Wolfsburg, em 1992 assumiu a responsabilidade por Finanças da Volkswagen Slovakia, como Membro do Board. Também como Membro do Board, foi responsável por Finanças na África do Sul, de 2002 a 2006. Em 2007, tornou-se Vice-Presidente de Finanças da Volkswagen do Brasil.



FORD NOVO KA CUSTA A PARTIR DE R$35.390


29/07/2014
Por: Michelle Monte Mor


A Ford apresentou esta semana o Novo Ka. Ele chega com motor o 1.0 Flex de três cilindros e 85 cv e preço a partir de R$35.390. Ele é o segundo veículo global na marca (o primeiro foi o EcoSport) e é produzido na planta de Camaçari, na Bahia. Ele chega às concessionárias em setembro.
O Novo Ka será oferecido em duas configurações, com motor 1.0 de três cilindros. O câmbio é manual de cinco velocidades. Já na versão de entrada ele tem direção elétrica e ar-condicionado. Não há versão básica. Ele terá ainda vidros dianteiros elétricos, travas com acionamento por controle remoto, airbags, freios com ABS, rodas de 14 polegadas com calotas, sistema de som com USB e Bluetooth. Uma novidade é o My Ford Dock, um compartimento para guardar o smartphone no painel do carro.

Ele conta com controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa e com o sistema de conectividade SYNC com AppLink, que permite o acesso a aplicativos do smartphone por meio de comandos de voz.
O Novo Ka chega para concorrer com os “populares” VW up!, Fiat Uno,VW Gol, Fiat Palio, Renault Sandero, Hyundai HB20 e Chevrolet Onix. A versão sedã do Ka, chamada de Ka+deverá ser lançado em outubro.

Confira as versões e preços:
Ka 1.0 SE – R$ 35.390
De série vem equipado com ar-condicionado; direção elétrica; vidros elétricos dianteiros; travas elétricas com controle remoto; sistema My Connection com rádio e conexões USB e Bluetooth; tecnologia My Ford Dock, que permite conectar o smartphone; airbag duplo; freios antitravamento (ABS), distribuição eletrônica de frenagem (EBD) e controle de frenagem em curvas (CBC); limpador e desembaçador traseiro; chave canivete; rodas de 14 polegadas com calotas e pneus 175/65; maçanetas e espelhos retrovisores na cor do veículo; indicador de troca de marcha no painel; quatro alto-falantes; antena de teto; abertura elétrica do porta-malas e ajuste de altura da coluna de direção.
Ka 1.0 SE Plus – R$ 37.390
Adiciona à versão SE vidros elétricos traseiros, SYNC Media System com os recursos de AppLink, CD/MP3/USB/Bluetooth, comandos de voz em português e controles de áudio no volante.
Ka 1.0 SEL – R$ 39.990
Traz a mais que as SE Plus os controles de estabilidade (ESC) e tração (TSC); assistente de partida em rampas (HLA); rodas de liga leve de 15 polegadas e pneus 195/55; faróis de neblina; computador de bordo; alarme volumétrico; ajuste de altura do banco do motorista; acabamento SEL; grade dianteira com aplique cromado e lanternas traseiras escurecidas.

''O CARRO ONDE VOCÊ QUER SE VER'' É A ASSINATURA DA NOVA CAMPANHA DO HONDA CIVIC 2015


29/07/2014


Depois do sucesso do lançamento do novo Fit 2015, a Honda agora apresenta a campanha para a divulgação do novo Civic 2015. Com base nas características mais marcantes do modelo – sofisticação, esportividade e prazer ao dirigir –, a empresa desenvolveu peças para revistas, internet, mídias externas e spots para rádios, além de um filme que será veiculado a partir de hoje (24/7) em TV aberta e a cabo.
Com a assinatura “O carro onde você quer se ver”, a campanha ressalta os melhores atributos do modelo: nova grade frontal, rodas de 17 polegadas, novo painel e excelente espaço interno, reforçando a imagem do novo Honda Civic como o melhor sedã do país. O conceito criativo foi desenvolvido como resultado de pesquisas realizadas com consumidores do veículo no Brasil.
O filme tem 30 segundos e traz elementos que pretendem criar uma relação direta com o público brasileiro, como a locação no Rio Grande do Sul e o Falcão-de-coleira (Falco Femoralis). No roteiro, o personagem principal narra a experiência de sair do próprio corpo e se enxergar por meio dos olhos de outras pessoas. Nessa experiência, ele descobre todas as características do Honda Civic sob diferentes perspectivas. Ao final do filme, relata a volta ao próprio corpo e afirma ter gostado do que viu.
“Nessa campanha, resgatamos o lado emocional do consumidor, onde o carro é uma forma de expressar sua personalidade e seu estilo de vida. Com design sofisticado e esportivo, é sinônimo de status. O proprietário tem orgulho de ser visto com seu novo Civic”, comenta Sergio Bessa, Diretor de Vendas e Marketing da Honda.

MOTOCICLISTAS, DIFICULTEM O ROUBO DE SUAS MOTOCICLETAS


29/07/2014
Por: Eduardo Azeredo



O roubo de motocicletas no Brasil vem assumindo proporções gigantescas, a ponto de alguns modelos de motos terem o preço de seu seguro mais caro do que de alguns carros de luxo, e parte dessa culpa é dos próprios motociclistas.
São muitas as razões para esse alto volume de roubos, como os roubos de motocicletas para executarem assaltos, normalmente de motos leves e velozes usadas para fugas, os roubos apenas para levar as motos para as favelas, para os líderes das comunidades tirem uma onda lá dentro, geralmente de motos big-trail ou esportivas, os roubos para desmanche, para venda das peças no mercado negro, entre muitas outras possibilidades.
Os mais preocupantes de uns anos para cá são justamente os roubos para desmanche, que só eram cometidos com motos pequenas e de pouco valor de mercado, pois os proprietários muitas vezes não tinham grana para comprar as peças em lojas e acabaram recorrendo aos desmanches, assim criando um ciclo que prejudicaria a eles mesmos.
Com o passar do tempo e o crescimento do mercado motociclístico brasileiro, ficou mais fácil para parte da população comprar motos maiores e mais caras, por conta principalmente dos longos financiamentos e das baixas taxas de juros. Por um lado isso foi muito bom, possibilitando a realização de muitos sonhos de ter um motão, mas como na hora de fazer a manutenção ou reparo nessas motos o custo é alto, muitos desses motociclistas recorrem ao mercado ilegal, trazendo um efeito colateral perigoso que vem prejudicando a todos nós, onde os roubos de motocicletas, independente da cilindrada ou do preço, aumenta a cada dia.
É comum ver motociclistas perguntando sobre locais de venda peças mais baratas, pois na revenda está muito caro, o que de fato é uma realidade, mas na maior parte dos casos ainda é a melhor solução. E é grande a quantidade de pessoas que alimenta o mercado negro na inocência, sem ter noção do que está fazendo.
Até bem pouco tempo existiam modelos de motos que o índice de roubo era zerado ou muito pequeno, mas atualmente chegaram a ponto ter inclusive quadrilhas especializadas nesses determinados modelos ou marcas, e essa bandidagem vem sendo alimentada pelo mercado negro de peças, sustentados pelos próprios motociclistas.
Quero mostrar a vocês que a lógica é bem simples: se não tiver quem compre, não vai ter quem venda essas peças roubadas e com isso o ciclo se quebra, pois o mercado negro não vai ter para quem repassar as peças e não vai ter mais razão para roubar as motos.
Aos que se julgam espertos e compram conscientemente peças no mercado negro, não esqueça que amanhã ou depois você poderá ser a vítima da bandidagem que você mesmo alimenta, podendo custar muito caro, pagando com sua própria vida. Vale a pena?
Deixo também o alerta às forças polícias, pois muitos desses pontos de vendas tem endereço fixo, alguns até em grandes centros comerciais, e podem sim, com certa facilidade, ser desmantelados. Então porque não voltar um pouco dos esforços das operações policiais para a interrupção do movimento dessas quadrilhas?
Motociclistas, façam um pouco de sacrifício e só comprem peças originais e com procedência, ou então as chamadas paralelas em lojas legalizadas. Não esqueçam que uma das maiores características do motociclismo é a solidariedade, e não comprando peças roubadas, estamos nos preocupando conosco, mas também com todos os nossos irmãos motociclistas, e isso não deixa de ser um grande exemplo de solidariedade.
Assista à matéria no programa Duas Rodas News:

EASY TAXI COMPLETA TRÊS ANOS E RECEBE MAIS R$ 90 MILHÕES EM INVESTIMENTOS


29/07/2014


A Easy Taxi, maior aplicativo de serviços mobile do mundo, completa três anos com milhões de motivos para comemorar. Mais precisamente, 145 milhões de motivos. O app acaba de receber um aporte de R$ 90 milhões, que somados aos R$ 55 milhões já investidos anteriormente, resultam em R$ 145 milhões captados desde sua criação.

A nova rodada de investimentos, feita pela Phenomen Ventures e Tengelmann, dois importantes parceiros da Rocket Internet, é a quarta que o aplicativo recebe. Em outubro de 2012, a Easy Taxi recebeu um aporte de R$ 10 milhões da Rocket Internet; em junho de 2013, foram mais R$ 30 milhões do Fundo Latin America Internet Holding (LIH); e em outubro de 2013, outros R$ 15 milhões, feitos pela Rocket Internet e pela holding iMena.

Segundo Tallis Gomes, co-CEO e fundador da Easy Taxi, essa nova captação será usada para a expansão dos negócios na Ásia e América Latina. “Ter o trabalho diário reconhecido por meio de um investimento é o que todo o empreendedor sonha, ainda mais vindo de gigantes como a Phenomen Ventures e Tengelmann. Essa nova rodada vai reforçar nosso desempenho e colaborar com nossa meta de fechar o ano com atuação em 50 países, levando segurança e agilidade para um número cada vez mais de passageiros e taxistas”, afirma Gomes.
Para Dennis Wang, também co-CEO da empresa, a aposta de grandes investidores endossa ainda mais a importância do aplicativo. "A Easy Taxi foi criada com o objetivo de se tornar uma ferramenta para disseminação de mobilidade. Com a facilitação do acesso ao táxi e o barateamento deste modal através de parcerias estratégicas, temos contribuído diretamente para a melhoria do trânsito nas grandes cidades, fazendo com que as pessoas economizem seu bem mais precioso: o tempo."
Além disso, a empresa está focada em construir novos projetos que possam facilitar ainda mais o descolamento cotidiano das pessoas.

Com investimento de 2 milhões de dólares, o Easy Taxi Empresas, por exemplo, é uma das apostas da empresa. A solução, lançada no início do ano, permite aos passageiros solicitarem um táxi através de uma conta corporativa. Criada para facilitar a comunicação entre empresas e taxistas, a nova plataforma possui uma estrutura de backend completa, que permite o controle e monitoramento de gastos proporcionando uma economia de até 40% para as empresas, além de auxiliar no faturamento, já que a solução facilita o controle de fraudes. A ferramenta permite que o passageiro peça o táxi pelo celular e efetue o pagamento no próprio aparelho, através de boleto eletrônico.

ARTISTA CRIA VACAS GIGANTES COM PEÇAS VELHAS DE AUTOMÓVEIS


29/07/2014


A artista finlandesa Miina Akkijyrkka tem vindo a criar esculturas incríveis de reciclados de automóveis com partes por mais de 30 anos. Suas criações mais famosas são de metal esculturas que parecem vacas gigantes.

Ela adquire dezenas de veículos usados ​​de revendedores em todo Finlândia e os usa para criar enormes esculturas de vacas que se parecem com as máquinas de guerra de quatro patas.




VÍDEO: OS ESPORTIVOS DO NOVO FILME MAD MAX


29/07/2014


Sabia que vem aí um novo Mad Max ? Exatamente, a saga que começou em 1979 com Mel Gibson no principal papel, terá uma nova temporada. “Mad Max: Fury Road” é o título original em inglês.

O primeiro trailer já foi divulgado e deixa ver alguns dos esportivos, incluindo o famoso Interceptor V8, que estarão presentes no filme onde todos lutam pelas últimas gotas de gasolina no Planeta.

Tom Hardy (“Inception”) é o substituto de Mel Gibson como Mad Max. Charlize Theron (“Monster”) e Nicholas Hoult (Warm Bodies, X-Men: Days of the Future Past) também fazem parte do elenco.

George Miller continua no cargo de realizador. Mad Max: Fury Road tem estreia prevista para 15 de maio de 2015, nos Estados Unidos.


28 de julho de 2014

SEAT APRESENTA ESBOÇO DO PRÓXIMO IBIZA


28/07/2014


A Seat mostrou os primeiros esboços do próximo Ibiza, que deverá chegar dentro de pouco mais de um ano.

O esboço foi mostrado durante breves segundos, durante uma conferência de imprensa comemorativa do 30.º aniversário do lançamento do primeiro Ibiza, no centro de estilo da Seat, em Espanha.



As imagens deixam ver que o futuro Ibiza vai seguir um tema gráfico “X”, a lembrar os novos Toyota Yaris e Aygo, nomeadamente na posição dos farolins traseiros e pelos refletores, atrás e pela posição e desenho dos faróis e luzes diurnas, na frente.

Fontes da marca garantem que a quinta geração do Ibiza será feita com base numa versão encurtada da plataforma MQB, a mesma que é atualmente usada para o Leon.

Esta plataforma permitirá não só uma significativa redução de peso como também a introdução de versões cem por cento elétricas e Plug-in, de ligar à tomada.



De resto ainda pouco se sabe. Esperam-se as últimas novidades do Grupo Volkswagen em termos de mecânicas a gasolina e diesel e equipamentos de segurança e multimídia.


COLUNA ALTA RODA - TROLLER FOI MAIS LONGE


28/07/2014
Por: Fernando Calmon

Sempre se costuma perguntar a razão de o Brasil não ter nenhuma marca de automóvel, utilitário ou comercial leve de origem genuinamente nacional. Afinal, como quarto maior mercado interno no mundo (e caminhando para terceiro, deve passar o Japão, mas pode voltar à quarta posição se a Índia deslanchar) as condições estariam dadas. Tentativas foram feitas, mas mesmo que vingassem seria bastante difícil sobreviver.
Indústria automobilística é bem mais complexa do que parece. Está muita sujeita a altos e baixos da economia e a regulamentações severas de segurança e emissões, além dos riscos industriais da produção seriada, entre eles o dos recalls. Por isso, várias marcas sucumbiram ou foram anexadas. Até hoje o cenário mundial não aparenta estar consolidado (ver abaixo em Roda Viva).
Nesse cenário a marca nacional que chegou mais longe foi justamente a que é sediada mais distante dos grandes centros consumidores, a Troller. Fundada em 1995, em Horizonte, a 40 km de Fortaleza (CE), pelo engenheiro cearense Rogério Farias, se especializou em utilitários parrudos para o fora-de-estrada. Produziram-se em torno de 10.000 unidades em 19 anos. Desde 2007 a marca se desnacionalizou – pertence à Ford –, porém sobrevive. O interesse se deu pelos incentivos fiscais criados para apoiar a descentralização da indústria em direção ao nordeste e centro-oeste.

Incentivos, aliás, há em todos os países. Só recentemente veio à tona o volume fabuloso de recursos que estados menos desenvolvidos nos EUA concederam às marcas japonesas, “convencidas” a se instalar no país depois de enfrentarem cotas de importação. O fato é que, por décadas seguidas, os estímulos retornam em valores muito superiores aos doados. No ano que vem se encerram as vantagens recebidas pela Ford (inclusive na baiana Camaçari), enquanto a Troller inicia agora outra fase com o novo T4 lançado semana passada.
Investiram-se R$ 215 milhões para aumentar a produção de 1.200 unidades/ano para 3.000/ano em apenas um turno com 400 empregos diretos. O processo produtivo em compósito de fibra de vidro para a carroceria é mais moderno e inclui seis robôs. O T4 foi totalmente reformulado, inclusive no estilo, que pode ser discutível, mas sem abrir mão de forma e função, hoje tão maltratadas em pseudoaventureiros que contaminam as ruas e estradas por puro modismo.
O novo Troller tem entre-eixos aumentado (agora 2,58 m), o que melhorou espaço para as pernas atrás, embora o acesso continue difícil como se espera de um veículo alto e de duas portas. O ângulo de saída passou para 51°, ou 14° a mais que o modelo anterior. Agora conta com motor Diesel 5-cilindros de 200 cv/48 kgf.m e câmbio manual de seis marchas, formando um conjunto mais silencioso e de alto desempenho com tração 4x4 temporária, reduzida e diferencial traseiro autobloqueante.
Preço é puxado – R$ 110.990; anterior R$ 97.000 –, porém seu público-alvo já tem dois outros veículos na garagem e concorrente direto, o americano Jeep Wrangler, não sai por menos de R$ 155.000 (gasolina). O preço inclui ar-condicionado digital bizona, computador de bordo, sistema de som (CD Player MP3), dois tetos solares fixos, rodas de aro 17 pol, proteções de partes inferiores e freios ABS específico para fora de estrada, entre outros recursos. Há mais de 130 itens de acessórios homologados.
Regulamentação do Contran dispensa instalação de airbags, mas uma futura versão de visual “civil” vai dispor das bolsas de ar, desativáveis por chave em caso de uso severo em baixas velocidades.

RODA VIVA

RUMORES sobre possível aquisição do grupo Fiat Chrysler pelo Grupo VW repercutiram no mundo, apesar dos esperados desmentidos. Conversas sempre há, no caso alimentadas pelo “desânimo” de famílias europeias com o negócio de automóveis, que já atingiu a Peugeot Citroën e alegadamente também a Fiat. No entanto, pode haver mais contras do que prós, segundo a maioria dos analistas.
CURIOSAMENTE, um dos obstáculos estaria no Brasil, pois enfrentaria óbices regulatórios de defesa da livre concorrência, situação inexistente nos tempos da Autolatina (Ford e VW fundiram suas filiais aqui em 1987). Há quem desconfie de que apenas a Alfa Romeo seria vendida à VW, pois a terceira tentativa de relançar a antiga marca de prestígio italiana não se mostraria viável e até atrapalharia o grupo ítalo-americano.
JAPÃO decidiu encerrar os incentivos específicos para seus microcarros urbanos – chamados lá de kei jidosha ou carros básicos, que usam motores de apenas 660 cm³, a maioria com turbo – por motivos fiscais e de distorções de mercado. Espera-se, em razão de preço, que se vendam menos veículos no país. Dessa forma, o Brasil chegaria à terceira posição no ranking mundial mais cedo.
PESQUISA feita nos EUA aponta que o advento da internet e as facilidades de pesquisas de modelos e preços levaram os compradores a visitar menos concessionárias antes de fechar o negócio. Antes, até seis lojas eram percorridas e agora, no máximo, duas.
____________________________________________________
fernando@calmon.jor.br e twitter.com/fernandocalmon


ASTON MARTIN FAZ '' RENASCER'' O LAGONDA


28/07/2014


Aston Martin acaba de ressuscitar o nome Lagonda, um nome com muita tradição no seio da marca de luxo britânica. Mas, ao contrário do que muitos pensariam, ainda não foi desta vez que a Aston apresentou um SUV, já que o novo Lagonda trata-se de uma edição limitada de super-sedans.

A pensar no mercado do Médio Oriente, o novo Lagonda vai chegar ao mercado em 2015 e estará apenas disponível para clientes que sejam convidados.


O design global é inspirado no Lagonda original concebido por William Towns e lançado em 1976, mas inclui também pormenores de veículos feitos por medida, como por exemplo o CC100 Speedster, construídos pela divisão 'Q by Aston Martin'.

Apesar de não ter sido revelado acredita-se que o modelo de produção deverá receber o motor V12 de 5.9 litros do Rapide S. No caso da versão topo de gama do Rapide, o motor tem uma potência de 558 cv e um binário do 620 Nm, o que permite ao veículo atingir os 100 km/h em 4.9 segundos e uma velocidade máxima de 306 km/h.

O veículo de tração traseira deverá ser combinado com uma transmissão automática ZF de seis velocidades.


REVELADO O INCRÍVEL FORD D-35 LIGHTNING II EDIÇÃO MUSTANG GT 2015


28/07/2014


Na sequência da última semana pré-visualização, a Ford tomou os envoltórios fora o F-35 Lightning II Edição Mustang GT 2015.
Com base no topo de gama Mustang GT , o veículo usa uma farda Lockheed Martin F-35 Lightning II e recebeu um divisor dianteiro mais largo feito de fibra de carbono, molduras de balancim, juntamente com um difusor traseiro e fosco na carroceria de titânio, combinado com amarelo e azul.

Outras características incluem um acabamento amarelo para as pinças de freio, janelas matiz e espelho covers enquanto no interior o tema amarelo continua nos assentos Recaro. A cabine possui um painel de instrumentos modificado, bem como medidores de desempenho e elementos F-35 Lightning II bordado nos tapetes e bancos.

A aviação de temática Mustang GT continuará a ser um one-off como o carro será leiloado no Gathering of Eagles evento de caridade na EAA AirVenture. O dinheiro obtido será doado ao programa EAA Young Eagles, que foi a organização de voos grátis para quase dois milhões de pessoas desde 1992.